Invocação e retorno a Beatriz

R$24,90

Categoria:

Detalhes

Peso 0.200 kg
Dimensões 15 × 22 × 1 cm
ISBN

978-85-8151-162-7

Edição

Ano de Publicação

2019

Nº de Páginas

144

Idioma

Português

Sobre o autor

Jorge de Souza Araujo

Jorge de Souza Araujo

Escudado em misteres profissionais exercidos durante 53 anos (comerciário, bancário, jornalista e, sobretudo, professor – carreira em que se fez mestre e doutor pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro e servidor público militando no ensino superior), Jorge de Souza Araujo teria acumulado menos experiências que anseios de descobertas. Também se faria pesquisador, poeta, ficcionista, dramaturgo e ensaísta, sempre buscando desvelar epifanias e alumbramentos, conhecimentos de si e dos demais humanos espelhados em tarefas intelectuais.
Sertanejo de Baixa Grande (cidadezinha encravada na aridez da paisagem catingueira da Bahia), cedo migrou para outras regiões do Brasil contíguo ou longínquo e para o universo dos desvelos humanistas. Idealista sem remédio, deu disso provas ajudando a povoar o mundo com filhos e netos, e publicando mais de quatro dezenas de livros, revelando esforços de interpretação do leitor colonial, José de Anchieta, Antonio Vieira, poesia e prosa do Romantismo brasileiro, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Jorge de Lima, Jorge Amado e outros autores, assuntos, matérias, pensamentos e emoções.

O título surgiu de um paralelismo emocional e artístico com o Anunciação e encontro de Mira Celi, de Jorge de Lima, o poeta que, inconscientemente, também me forneceria sugestões de contiguidade temática na relação de amor e musas com o instigante Invenção de Orfeu. Daí à leitura de clássicos como Platão, Virgílio e Ovídio e suas ramificações em Dante (A vida nova e A divina comédia), Petrarca (O cancioneiro), os quinhentistas portugueses (Sá de Miranda, António Ferreira, Diogo Bernardes, Camões, Gil Vicente, António Prestes e outros) e demais autores com tratamento conexo, foi um pulo. Além deles, outros remanescentes, cantores do pastoreio do Amor como prodígio e forma de exaltação à formosa mea, inclusive poetas brasileiros até os modernos, foram convocados à nossa livre revisão e reinvestimento – provocado pelo texto alheio – do desejo enciclopédico do Amor ouvido e quase olvido.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Invocação e retorno a Beatriz”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *